Sunday, October 12, 2008

Gata salva após uma semana presa em tubo


Durante uma semana, "família" e amigos tentaram tudo para tirar a gata Nana do tubo de escoamento de águas pluviais em que ficou presa: até orações. Mas foram os Bombeiros de Brasfemes a resgatá-la. E com vida.
A história, com final inesperadamente feliz, aconteceu na chamada Estrada de Coselhas, na freguesia de São Paulo de Frades, em Coimbra. Nana dormia junto a uma manilha de descarga de águas pluviais, há pouco mais de uma semana, quando se assustou com a presença humana e caiu por um buraco existente na parte lateral da estrutura.
Cláudia Sequeira, voluntária da Associação Agir pelos Animais e familiar de acolhimento da gata (uma forma de contornar a falta de espaço para manter os animais que aguardam adopção), ainda espreitou para dentro da manilha, mas não voltou a vê-la. Até à última terça-feira, quando os Bombeiros Voluntários de Brasfemes encontraram o truque capaz de devolver Nana à luz.
"Foi uma semana muito aflitiva. Toda a gente foi ao buraco dar a sua ideia", conta Cláudia Sequeira. Só que a gata apareceu, viva, numa caixa adjacente entretanto destapada, depois de os três bombeiros terem enchido a manilha com água.
"Ela pôs a cabeça de fora e um bombeiro agarrou-lhe a pata. Eu disse-lhe: não a largue, nem que seja preciso partir-lhe a perna, que vamos já com ela à veterinária", conta Cláudia, entre risos. Não foi preciso. A gata saiu, mais magra, mas sem quaisquer ferimentos, depois de vários dias sem comer nem ver luz. Diz que foi quase uma festa: "Os bombeiros puseram-se a gritar: 'Está viva! Está viva!' Parecia um filme".
O resgate de animais em telhados e árvores não são novidade para o sub-chefe dos Bombeiros de Brasfemes, Jorge Gonçalves, um dos intervenientes. Mas, no que respeita a tubos de escoamento de águas pluviais, esta foi a sua estreia. "Fiquei boquiaberto!", lembra, explicando que a probabilidade de a gata sobreviver era diminuta: não dava sinal de vida há vários dias e estava em tubos demasiado estreitos para que pudesse voltar para trás. Além disso, havia chovido recentemente.
"Muitas vezes, quando se trata de animais, os bombeiros não ficam sensibilizados. Mas estes foram incansáveis", elogiou Cláudia Sequeira, que voltou a ter Nana, a gata "medrosa", lá por casa.
CARINA FONSECA
publicado a 2008-10-10 às 00:30

1 Comments:

Blogger Catish said...

Olá
estou pela primeira vez aqui ... sou cada vez pelos animais e menos pelas pessoas, custou-me ver alguns dos post aqui, mas não podemos ignorar o sofrimento de tantos animais :(
parabéns pelo trabalho e se não se importar vou adiconar o link ao meu blogue.
muitos miaus e ronrons

10:40 PM  

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home


Sign the Pledge Against Animal Testing